Bruno Hoffmann é um dos chefs de Mestre do Sabor. Conheça-o

Bruno Hoffmann é paulistano e participante da segunda temporada de Mestre do Sabor. Viajante, cinéfilo, ansioso e cozinheiro, Bruno é apegado à cozinha tradicional italiana, mas entusiasta dos ingredientes brasileiros e muita criativo.

Em sua estreia no reality show chamou atenção pela perfeição na execução do prato, notada pelos jurados que nem sequer fizeram alguma observação negativa e foram unânimes ao aclamar a preparação do jovem.

Todos os mestres aprovaram o prato do chef, apertaram o botão verde e restou ao jovem chef escolher quem seria seu mentor. Bruno Hoffmann escolheu participar da equipe de Leo Paixão com a justificativa de transitar entre diferentes gastronomias.

Bruno Hoffmann é um dos chefs de Mestre do Sabor
Chef Bruno Hoffmann apostou na perfeição da execução de uma massa em sua estreia em Mestre do Sabor. Foto: Globo/Camila Maia

Bruno Hoffmann sempre foi curioso

Quando criança pediu para sua mãe lhe ensinar a fazer lasanha, após vê-la cozinhar diversos pratos e desde então Bruno não parou mais. Chegou a estudar para o vestibular de Engenharia, mas na última decidiu fazer Gastronomia e é cozinheiro há 10 anos, dos 27 de vida.

Aos 20 anos, Bruno Hoffmann se aventurou ao ir para a Itália, onde trabalhou num renomado restaurante com duas estrelas do Guia Michelin e ao voltar começou a trabalhar no tradicional restaurante Vito, especializado em comida italiana, em São Paulo. No restaurante em apenas alguns meses tornou-se chef de cozinha.

Problemas de saúde do chef

Em 2016 Bruno machucou o joelho e teve que se afastar da cozinha profissional, onde é necessário ficar em pé por longos períodos. Foram sete meses sem cozinhar e longe do mercado, o que pode ser muito prejudicial à carreira de um chef, mas Bruno deu a volta por cima e voltou ao cenário com novos projetos.

Tornou-se chef do restaurante V.E.R.A, onde ousou em diferentes fusões nos pratos apresentados no cardápio. Hoje, além de restaurantes, Bruno atua em eventos de gastronomia, o que consolidou seu nome na capital paulista.

Bruno apresenta prato perfeito aos mestres

Para impressionar os jurados, Bruno preparou um tartelli de queijos brasileiros com tomate e azeitona. Os queijos escolhidos foram da região da Mogiana e da Serra da Canastra, em Minas Gerais, já a azeitona foi apresentada de forma diferente, com flocos de tapioca.

A sutiliza, detalhe e muito sabor deixaram os jurados em silêncio, visivelmente surpresos e satisfeitos com o prato. Como a reação dos chefs antecipou, a escolha foi unânime e todos apertaram o botão verde.

O escolhido por Bruno foi Leo Paixão: “eu acabei escolhendo o Leo porque ele tem a base da cozinha francesa e dialoga com a cozinha brasileira”, pontuou o participante. Além de Bruno, estão no Time Leo: Álvaro Gasparetto, Ana Zambelli, Serginho Jucá, Lydia Gonzalez e Moacir Santana

Tartelli de queijos brasileiros de Bruno Hoffmann
Bruno Hoffmann apresentou uma tartelli com queijos de diversas regiões do país e agradou aos chefs. Foto: Globo/Samuel Kobayashi

Restaurante V.E.R.A de Bruno Hoffmann

O cardápio assinado por Bruno no restaurante V.E.R.A é considerado fruto de uma cozinha autoral. O chef foi responsável por montar o conceito do estabelecimento e conseguiu imprimir no menu todas os seus conhecimentos e habilidades.

Restaurante V.E.R.A do chef Bruno Hoffmann
O restaurante V.E.R.A, onde atua Bruno Hoffmann, aposta na variedade, contemporaneidade e alta gastronomia. Foto: divulgação/Leo Martins

O lugar investe em gastronomia contemporânea com uma mistura de gastronomias de todas as partes do mundo. Isso inclui a carta de drinks, todos originais e cheios de misturas de sabores.

Steak angus na brasa ao molho de rapadura com purê de canjica-branca, raiz de lótus crocante mais mini-milho e cogumelo shitake na brasa é a composição de uma das especialidades da casa, o prato “Cowboy”. Para entrada, um dos favoritos dos clientes é o bun de cogumelo empanado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.